Alimentos que ajudam a retardar o envelhecimento

A maioria das pessoas, principalmente as mulheres, não quer envelhecer. Porém, como esse processo de amadurecimento não é uma escolha, o caminho é procurar formas de retardar esse envelhecimento ou pelo menos os seus sinais.Alimentos que ajudam a retardar o envelhecimento

É por isso que muitas pessoas acabam procurando tratamentos alternativos para amenizar os efeitos do tempo.

Mas para alcançar esse objetivo não é preciso recorrer a técnicas mirabolantes, todos temos em nossas próprias casas a solução para retardar o  envelhecimento. Estamos falando dos alimentos. Por isso, continue lendo essa matéria e aprenda a comer adequadamente para se manter jovem por muito mais tempo.

Uma boa alimentação é  essencial  para nosso organismo.

A Vitamina E é uma importante aliada para esse assunto, pois ajuda a manter a elasticidade e enrijecimento dos nossos tecidos. A vitamina E é encontrada em óleos vegetais, gérmen de trigo, nozes, sementes, grãos inteiros e os vegetais de folhas verdes.

Outro importante amigo da jovialidade é o selênio. Essa substância é um poderoso antioxidante e oligoelemento que regula o funcionamento das glândulas de tireóide e do sistema imunológico. O selênio pode ser absorvido por meio da ingestão de carnes, oleaginosas (castanha do Pará, castanha de caju, amêndoas, nozes), cereais integrais, ovos, leite e derivados.Alimentos para combater o envelhecimento

Não se pode esquecer também do zinco. Presente em carnes, aves, frutos do mar, laticínios, feijões, lentilhas, nozes, sementes (em especial a de abóbora) e cereais integrais, essa substância é essencial para o processo de síntese das enzimas antioxidantes, de cicatrização e de produção de colágeno.

A falta de zinco danifica a pele e as unhas. Há ainda o ômega 3 que se trata de um ácido graxo, ou seja, uma gordura poliinsaturada que atua no controle e energia das células. Ele pode ser encontrado em peixes de águas frias, óleo de linhaça, óleo de soja e óleo de canola.

Não podemos esquecer também dos bioflavonóides (encontrados em frutas cítricas e uvas vermelhas ou escuras), dos carotenóides que oferecem proteção contra ao câncer e doenças degenerativas (encontrados em frutas e vegetais amarelados a alaranjados, brócolis e escarola) e do licopeno que tem previne o câncer e pode ser consumido principalmente no tomate cozido.